domingo, 12 de agosto de 2012

Irã encerra resgate após terremotos e revisa mortos para 227, diz TV estatal

Homem fica no meio de destroços de casa destruída na vila de Baje-Baj, no Irã (Foto: AFP)

As equipes de resgate iranianas encerraram neste domingo (12) as operações de resgate nas áreas devastadas pelos dois terremotos de sábado, que deixaram pelo menos 227 mortos e 1.380 feridos no noroeste do país, segundo um balanço revisado que foi divulgado pela TV estatal.

"Infelizmente, temos 227 mortos e 1.380 feridos", declarou o ministro do Interior, Mostapha Najar, ao canal estatal.
Algumas horas antes, as autoridades iranianas haviam divulgado um balanço de 250 mortos e 2.000 feridos.
"Os feridos estão sendo transferidos para os hospitais de Tabriz e da região", disse.
"As operações de resgate terminaram. Não há ninguém entre os escombros", afirmou Hasan Ghadami, diretor da célula de crise do ministério do Interior.
mapa Irã (Foto: Editoria de Arte / G1)
IntensidadeOs terremotos de sábado aconteceram com apenas 10 minutos de intervalo na região de Varzeghan, a 60 km de Tabriz, noroeste do Irã.
De acordo com o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos, o primeiro terremoto, de magnitude 6.4, foi registrado a 60 km da cidade de Tabriz e a 9,9 km de profundidade.
O segundo terremoto, que aconteceu apenas 11 minutos após o primeiro, atingiu magnitude 6.3 a 49 km da mesma cidade e em uma profundidade similar.
Desde então, mais de 80 tremores secundários foram registrados na região, que tem mais de 16.000 desabrigados.
A área da catástrofe tem uma população de 128.500 pessoas, a grande maioria vivendo em pouco mais de 530 vilarejos.
Em Bajeh-Bakh, com pouco mais de 400 habitantes, 33 pessoas morreram, a maioria crianças e mulheres. Os moradores procuravam sobreviventes em meio ao desespero.
ResgatesO ministro do Interior, Mohamad Najar, visitou a área devastada neste domingo com a ministra da Saúde e o diretor do Crescente Vermelho por ordem do presidente Mahmud Ahmadinejad "para avaliar a situação e organizar as operações", segundo a agência Mehr.
As equipes de resgate e o Crescente Vermelho distribuíram barracas, cobertores, roupas, alimentos e água aos afetados.
A maioria dos homens trabalhava no campo no momento da catástrofe, mas as mulheres e crianças estavam dentro de casa e foram as grandes vítimas da tragédia.
Em Tabriz, uma cidade de 1,5 milhão de habitantes, os danos foram apenas materiais, de acordo com as autoridades.
O Irã está situado sobre falhas geológicas importantes e sofreu terremotos devastadores ao longo de sua história. O mais importante dos últimos anos, em dezembro de 2003, matou 31.000 pessoas em Bam (sul), 25% da população da cidade.

Por:Miccaela Hilary

Reações:

0 comentários:

brasileirão 2012

CALENDÁRIO

Search

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More