segunda-feira, 25 de junho de 2012

EUA: Justiça condena treinador por pedofilia


A Justiça dos Estados Unidos condenou, neste domingo, à prisão perpétua um dos nomes mais conhecidos do futebol americano no país. Jerry Sandusky foi considerado culpado por 52 acusações de abuso sexual contra dez estudantes, segundo informou o correspondente da BandNews FM em Nova York, Luiz Megale. 
 Sandusky foi recebido pelos presos na penitenciária onde ficará detido com trechos de uma canção do Pink Floid  / Mark Wilson/Getty Images/AFP
Ele também foi acusado de abusar de crianças que faziam parte de uma ONG (Organização Não Governamental) criada por ele. Ainda segundo o colunista, o caso teve grande repercussão no país pois Sandusky era responsável por revelar a maioria dos nomes dos grandes atletas de futebol americano dos Estados Unidos.

Sandusky, de 68 anos, foi condenado no sábado e na mesma noite já foi levado à penitenciária onde ficará detido por, no mínimo, 60 anos. A pena máxima pode chegar a 500 anos. Ele será acompanhado pelo programa “Suicide Watch”, voltado para vigiar os presos que a Justiça americana acredita que podem se suicidar dentro da penitenciária.

O técnico americano foi recebido com hostilidade até mesmo na cadeia para a qual foi levado. Segundo informações do jornalista, ao chegar à penitenciária, os mais de 300 presos que estão no local cantaram um trecho da canção “Another Brick In The Wall” (Outro tijolo na parede, na tradução para o português), da banda Pink Floyd. Os detentos cantaram o trecho: “Ei, professor, deixe as crianças em paz”, por várias vezes consecutivas.

Os abusos cometidos por Sandusky foram feitos contra estudantes universitários por mais de 15 anos. 

Por:Raudiney Amaral

Reações:

0 comentários:

brasileirão 2012

CALENDÁRIO

Search

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More